Dezesste légua e meia

(Humberto Teixeira/Carlos Barrosos)

 

Eu já andei sem para

Dezessete légua e meia

Pra ir num forró dançar

Ai, ai, ai, ai

Eu fui num forró dançar

 

Valeu a pena eu andar

Dezessete légua e meia

Pois Rosinha tava lá

Ai, ai, ai, ai

Ai, ai, a Rosinha tava lá

Cheguei no forró moído

Em carne viva, lapada

Mas logo fui socorrido

Tomando três talargada

E o quando o Zé Sanfoneiro

Gemeu no fole o baião

Rodei com Rosa ao terreiro

Roçando em meu coração

Ai, ai, ai, ai,